.




Você sabe quem escreveu a Bíblia?


"A maioria dos evangelhos escritos nos séculos 1 e 2 desapareceu. Naquela época, um “livro” era um amontoado de papiros avulsos, enrolados em forma de pergaminho, podendo ser facilmente extraviados e perdidos. Mas alguns evangelhos foram copiados e recopiados à mão, por membros da Igreja. Até que, por volta do século 4, tomaram o formato de - passe o mouse sobre essa a palavra Códice – um conjunto de folhas de couro encadernadas, ancestral do livro moderno. O problema é que, a essa altura do campeonato, gerações e gerações de copiadores já haviam introduzido alterações nos textos originais – seja por descuido, seja de propósito. “Muitos erros foram feitos nas cópias, erros que às vezes mudaram o sentido dos textos. Em certos casos, tais erros foram também propositais, de acordo com a teologia do escrivão”, afirma o padre e teólogo Luigi Schiavo, da Universidade Católica de Goiás. Quer ver um exemplo?" Leia na revista Super Interessante no link abaixo.
. .
A Bíblia em hebraico
 .
Em algum lugar do Oriente Médio, por volta do século 10 a.C., uma pessoa decidiu escrever um livro. Pegou uma pena, nanquim e folhas de papiro (uma planta importada do Egito) e começou a contar uma história mágica, diferente de tudo o que já havia sido escrito. Era tão forte, mas tão forte, que virou uma obsessão. Durante os 1 000 anos seguintes, outras pessoas continuariam reescrevendo, rasurando e compilando aquele texto, que viria a se tornar o maior best seller de todos os tempos: a Bíblia. Ela apresentou uma teoria para o surgimento do homem, trouxe os fundamentos do judaísmo e do cristianismo, influenciou o surgimento do islã, mudou a história da arte – sem a Bíblia, não existiriam os afrescos de Michelangelo nem os quadros de Leonardo da Vinci – e nos legou noções básicas da vida moderna, como os direitos humanos e o livre-arbítrio. Mas quem escreveu, afinal, o livro mais importante que a humanidade já viu? Quem eram e o que pensavam essas pessoas? Como criaram o enredo, e quem ditou a voz e o estilo de Deus? O que está na Bíblia deve ser levado ao pé da letra, o que até hoje provoca conflitos armados? A resposta tradicional você já conhece: segundo a tradição judaico-cristã, o autor da Bíblia é o próprio Todo-Poderoso. E ponto final.
Mas a verdade é um pouco mais complexa que isso. A própria Igreja admite que a revelação divina só veio até nós por meio de mãos humanas. A palavra do Senhor é sagrada, mas foi escrita por reles mortais. Como não sobraram vestígios nem evidências concretas da maioria deles, a chave para encontrá-los está na própria Bíblia. Mas ela não é um simples livro: imagine as Escrituras como uma biblioteca inteira, que guarda textos montados pelo tempo, pela história e pela fé. Aliás, o termo “Bíblia”, que usamos no singular, vem do plural grego ta biblia ta hagia – “os livros sagrados”. A tradição religiosa sempre sustentou que cada livro bíblico foi escrito por um autor claramente identificável. Os 5 primeiros livros do Antigo Testamento (que no judaísmo se chamam Torá e no catolicismo Pentateuco) teriam sido escritos pelo profeta Moisés por volta de 1200 a.C. Os Salmos seriam obra do rei Davi, o autor de Juízes seria o profeta Samuel, e assim por diante. Hoje, a maioria dos estudiosos acredita que os livros sagrados foram um trabalho coletivo. E há uma boa explicação para isso.

Quer continuar lendo? vá em Super Interessante.  

 .




.
A Bíblia em aramaico

  Você acredita cegamente nas palavras da Bíblia?

.

Já foi constatado que a Bíblia que circula hoje, foi adulterada pelos tradutores com cerca de 52.000 erros.


E qual seria o nome verdadeiro de Deus que foi oculto nas sagradas escrituras? Fica difícil acreditar num livro originalmente escrito em 3 idiomas e traduzido para mais de 2.400 línguas contendo tantas histórias sobrenaturais e contraditórias muitas delas sob o efeito do fanatismo, prefiro então me voltar mais para o seu lado histórico como meio para estudos da antiguidade dos povos quando colocadas em parâmetro ao que os estudiosos neutros ou pelo que a ciência nos tem revelado. ..


Adenda:
.
Opinião de um leitor feito no site Deus, Ciência e Religião na postagem Frases de céticos ateus proeminentes:

.
"A única fonte que tenta provar a existência de deus, é um compilado de textos escrito por várias mãos, levou quase 1600 anos para terminar. Os primeiros textos escritos são da época do Rei Salomão, ou seja, em torno do ano de 950 a.C, estes escritos eram inacessíveis, reis e sacerdotes eram guardiões dessas escrituras, diversas pessoas morreram por apresentar ideias contrárias a esse livro, as pessoas que escreveram sequer tiveram a oportunidade de conhecer a ciência". NoReLiGiOn


.
Share on Google Plus

About Elma.C

Livre pensadora.▃▃ Sou uma mulher que percorre um caminho onde o racionalismo não tem meio termo, que enfrenta as intercorrências de suas próprias escolhas sem culpar-se ou aos outros na busca por justificativas, acreditando que será sempre uma aprendiz onde a existência é um eterno descobrir. Sou uma cidadã brasileira e acho que o melhor lugar do mundo está dentro do nosso próprio interior onde temos o poder de nos libertar ou aprisionar. ✔
    Blogger Comment
    Facebook Comment

5 Ponderações:

  1. Ana,

    Sem meias palavras eu digo que é por estas e outras que as vezes confesso ter preguiça de ficar fazendo considerações acerca daquilo que esteja escrito na Bíblia. Admiro e respeito o trabalho de alguns dos nossos colegas, que buscam trazer a luz da razão o seu conteúdo, com o intuito de fazer com que os nossos amigos religiosos reflitam.

    Mas, infelizmente, quase sempre esbarram na intransigência daqueles que têm a mente doutrinada, que se contorcem e se contradizem se necessário para tentar dar sentido ao que está escrito neste remendo corrompido e rasurado que chamam de livro sagrado.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Warlei

    O que mais me impressiona é a credibilidade que as pessoas dão a um livro escrito numa época em que as pessoas viviam em tribos primitivas e ignorantes do seu próprio mundo, quando os fatos mais complexos e por falta de um entendimento maior foram sendo imputados a um ser superior criado por eles mesmos pela necessidade de apoio ou justificativas aos acasos da própria natureza. Se a mentalidade de hoje fosse a mesma, os eventos ou fenômenos naturais seriam também todos atribuídos a um deus como aconteceu com a narrativa de tantas lendas bíblicas.
    O fanatismo religioso é alimentado por um sistema de crenças absolutas e irracionais e o fanático tem necessidade gerar soldados na terra, para lutar pela sua causa e forçar os "infiéis" ou "divergentes" à conversão absoluta, à qualquer preço.
    Por isso é que eu não sustento por muito tempo uma discussão, porque sei que a minha forma de pensar também é absolutamente irredutível.

    Grata por sua presença por aqui.

    ResponderExcluir
  3. A propósito das especulações em torno de como, quando e porque surgiu a bíblia reporto-me a um livro publicado em 2001 por dois autores versados em história e arqueologia (Israel Finkelstein e Neil Silberman) editado por enquanto em inglês como: "The Bible Unearthed" ou se preferem, "A bíblia desenterrada" onde os autores argumentam nas suas fartamente esplicitadas 400 páginas que a bíblia nada mais e um lenda escrita no século 7 A.C.durante o período de cativeiro do povo hebreu na Babilônia, com a finalidade de dar um identidade nacional a um povo dividido em dois reinos, de Judah e Israel e precisando de heróis e lendas para solidificar através da religião um povo historicamente subjugado por potências vizinhas muito mais poderosas. Enfim, tudo não passou de uma fabricação. O livro que menciono e rico em detalhes e aponta todas as incongruências com detalhes e fontes dignes de crédito e nunca antes mencionados. Espero que algum dia uma editora corajosa o publique no Brasil.







    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Geraldo

      Aos poucos muitas verdades estão sendo desvendadas sobre os escritos da bíblia e seu real objetivo.
      Já são bastante difundidas as tantas lendas das civilizações mais antigas que foram inseridas em seus livros e que somente as pessoas mais interessadas em conhecimento tem tido a oportunidade de apreciar, pois como a bíblia é um livro produzido para a fé das pessoas fica difícil que essas verdades alcancem a todos pela falta de interesse porque são abafadas e encobertas pela política religiosa.
      Não vou perder a oportunidade de ler "The Bible Unearthed".

      Obrigada por sua visita e informação do seu precioso comentário.

      Um abraço

      Excluir
  4. A Bíblia não passa de um livro escrito por um bando de homens ignorantes (ao extremo), machistas, misóginos,racistas e frustrados sexualmente, e que gostariam que a vida sexual da humanidade inteira fosse um porre, como a deles.
    Um monte de historinhas primitivas e infantis, e nada mais...

    ResponderExcluir

♡ ♡ ♡Obrigada pela visita.