.




Nossas máscaras

Nietzsche foi um pensador incômodo e provocador que refletiu sobre todos os problemas cruciais da cultura moderna do sec. XIX. Era dotado de uma inflexível honestidade intelectual e soube, como ninguém, denunciar a mesquinhez e a trapaça ocultas nos nossos valores mais elevados, dissimuladas nas convicções mais firmes, renegadas nas mais sublimes esperanças. E essa atitude deriva do que Nietzsche entendia por filosofia. Por isso foi e é ainda, incompreendido por muitos e adorado por outros.
Dizem ser impossível colocarmo-nos à altura das principais questões do nosso tempo, sem entender o pensamento de Nietzsche!
Nietzsche quis ser o grande "desmascarador" de todos os preconceitos e ilusões do gênero humano, aquele que ousa olhar, sem temor, aquilo que se esconde por trás de valores universalmente aceitos, por trás das grandes e pequenas verdades melhor assentadas, por trás dos ideais que serviram de base para a civilização e nortearam o rumo dos acontecimentos históricos. E assim a moral tradicional, e principalmente esboçada por Kant, a religião e a política não são para ele nada mais que máscaras que escondem uma realidade inquietante e ameaçadora, cuja visão é difícil de suportar.

Com efeito, ele procurou arrancar e rasgar as mais idolatradas máscaras. Mas a questão é: que máscaras são essas? Responde, então, que as máscaras se tornam inevitáveis pela própria vida, que é explosão de forças desordenadas e violentas, e por isso, é sempre incerteza e perigo.

Segundo Nietzsche a vida é um eterno retorno, porque precisamos, temos a obrigação de errar e voltar a errar quantas vezes for necessário desde que não cometamos o primário erro humano de levarmos uma vida dentro de um ciclo de mesmices. Esta teoria nos convence, em suma, a levarmos uma vida de liberdade, uma vida que valha a pena ser vivida.
.

Uma coisa sou eu, outra são meus escritos." Nietzsche

 

.

Share on Google Plus

About Elma.C

Livre pensadora.▃▃ Sou uma mulher que percorre um caminho onde o racionalismo não tem meio termo, que enfrenta as intercorrências de suas próprias escolhas sem culpar-se ou aos outros na busca por justificativas, acreditando que será sempre uma aprendiz onde a existência é um eterno descobrir. Sou uma cidadã brasileira e acho que o melhor lugar do mundo está dentro do nosso próprio interior onde temos o poder de nos libertar ou aprisionar. ✔
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Ponderações:

Postar um comentário

♡ ♡ ♡Obrigada pela visita.